No último post, levantamos as vantagens e desvantagens entre sistemas de gestão simplísticos e do modelo ERP que aborde e trabalhe o todo do sistema por via de uma integração dinâmica entre os mais diferentes módulos de aplicativos. Um bom ERP, com integração bem planejada e executada provisiona uma solução para algumas das dores de empreendedores e gestores de negócio, dentre as quais se enquadram a redução de gasto de tempo e produtividade pelo uso de múltiplos sistemas de gestão, que muitas vezes requer alto dispêndio de recursos no retrabalho de dados e integração entre as múltiplas plataformas.

O post de hoje, vem apresentar a solução da Cybersis Sistemas para os problemas supracitados através de uma plataforma ERP chamada Moober, criada e desenvolvida pela equipe Cybersis.

Nossa solução consiste em um instrumento de gestão modular, altamente customizável, respondendo aos critérios específicos de cada empresa. Estes módulos funcionam em completa harmonia na transição de dados e funções entre si, garantindo que o usuário economize o tempo na execução de tarefas que são tornadas complexas por outros sistemas de ERP menos engajados.

Alguns negócios, requerem adicionais que outros – negócios – não irão comportar, resultando em um acréscimo de módulos para o preenchimento satisfatório das funções empresariais.

O Moober trabalha com um total 13 módulos que executam em sintonia:

processos de impulsão de vendas, através do aplicativo CRM, que permite o cadastro de leads e o polimento dessas mesmas leads até que se convertam em clientes;

emissão de cotações e pedidos de compras, com referências e chamadas a fornecedores e produtos, por meio do aplicativo de Compras;

emissão de cotações e pedidos de venda, com referências e chamadas a clientes e produtos, por via do aplicativo de Vendas;

controle de reposição de estoque, armazéns e transferência entre armazéns, recebimento e entrega de produtos, automação de rotas de venda e de compra, de maneira que se vivifique um processo natural de etapas pelas quais irão passar produtos em fase de importação e exportação, através da integração entre os módulos de Inventário associado aos anteriores;

controle financeiro, contas à receber e à pagar, levando-se sempre em conta os clientes e fornecedores aos quais estão associadas, cadastro e manutenção de lista de clientes e fornecedores, registro para diferentes contas de entrada e saída, bancos e diários, que podem vir a ser auditados para fins fiscais e administrativos, tudo tornando-se possível por meio da integração entre os módulos de Faturamento conjugados aos previamente citados;

E centenas de outras funções como controle de manufatura e emissão de relatórios, que se integram e se complementam dialeticamente.

 

Quer saber mais sobre o MOOBER?

12 + 1 =

Marcos Mello

Marcos Mello

Editor

Escrito por Marcos Mello